Skip to main content

Saiba como alimentar os seus leads no funil de vendas

Talvez ainda seja novidade para alguns, mas a metodologia Inbound vem se tornando o norte para muitas empresas quando o assunto é marketing e vendas. Isso porque as atuais mudanças no mundo e, consequentemente, nos hábitos dos consumidores, exigem um novo tipo de abordagem para, efetivamente, acessá-los.

O foco deste texto, no entanto, não é a metodologia Inbound em si, mas um dos elementos que fazem parte dela: o Funil de Vendas (ou pipeline) e como sua equipe comercial deve alimentá-lo de forma a obter bons resultados em vendas.

O que é Funil de Vendas?

O Funil de Vendas nada mais é do que o processo de acompanhar ou conduzir os leads pelas diferentes etapas do processo de compra, que vão desde a tomada de conhecimento sobre o seu produto até o fechamento do negócio.

O funil é dividido em três partes, cada uma representando uma etapa do processo de compra.

Topo do Funil

O topo do funil de vendas é a parte mais aberta do mesmo. O consumidor que encontra-se nessa etapa não está ciente sobre uma determinada necessidade ou problema que possui, por isso, nesta fase, não busca nenhum produto ou serviço em específico.

Ele também é chamado de etapa Awareness (em português, consciência), e o objetivo do time de vendas, nesse momento, é mostrar ao consumidor que ele está enfrentando um problema e que este tem solução.

Qual a melhor abordagem para esta etapa?

Desperte o interesse do cliente

O importante, se tratando do topo do funil de vendas, é aumentar o tráfego para atrair possíveis clientes e tornar os visitantes em Leads. Lembre-se que você teve um custo para atrair os visitantes para a sua página e seu objetivo é dar motivos para que eles fiquem e retornem. Portanto, nesta etapa, mais do que em qualquer outra, você precisa despertar o interesse do visitante.

Disponibilize conteúdos relevantes e de qualidade

Um conteúdo de qualidade, além de fazer o visitante se sentir motivado a voltar, tem maiores chances de compartilhamento em redes sociais, o que aumenta a possibilidade de atração de mais público. 

Ofereça algo em troca do contato

Não esqueça que não basta atrair visitantes: é preciso fazer com que eles se tornem Leads. Para garantir um relacionamento futuro, é possível criar landing pages que ofereçam E-books, Webinars ou mesmo descontos em troca do preenchimento de um cadastro. Tenha em mente que cadastros muito extensos podem desestimular o visitante, fazendo-o desistir da oferta. Peça apenas o que for essencial.

Use um tom educativo

O topo do funil de vendas não é o momento de fechamento do negócio e usar um tom excessivamente comercial pode afastar o visitante e impedir que ele se torne um lead.

Foque na facilidade de uso do site

Na verdade, este elemento é importante para todas as etapas. As informações precisam estar expostas de maneira clara e a navegação precisa ser fácil e intuitiva. Sites de difícil navegação podem fazer o cliente desistir da compra e aumentam as taxas de rejeição, o que interfere no ranqueamento orgânico das ferramentas de busca.

Meio do funil

A segunda etapa da jornada de compras é o meio do funil. Neste momento, o cliente já descobriu que tem algum problema ou necessidade e está buscando uma solução. Nesta etapa, chamada Solution (em português, solução), os clientes já têm a intenção de comprar um produto ou serviço para resolver o seu problema, mas ainda não sabem, especificamente, o que devem adquirir.

Neste momento, está buscando mais informações acerca do tema, pesquisando sobre a sua empresa, os concorrentes e definindo o que é melhor para ele.

Qual a melhor abordagem para esta etapa?

Conquiste a confiança dos leads

Para que este relacionamento comece com o pé direito, é importante manter o foco sobre os interesses de cada lead. Disparar e-mail marketing com conteúdo relevante pode ser uma boa estratégia, desde que o conteúdo seja, realmente, certeiro. Embora existam ferramentas que permitem que o processo seja realizado de maneira automatizada, é importante identificar se o cliente tem maturidade no estágio de compra para receber a informação.

Analise os leads com profundidade

Por meio do cadastro, algumas informações importantes são levantadas. O uso de softwares também pode ajudar nesse processo de qualificação dos leads. Tenha em mente que você precisa conhecer, e muito bem, cada lead para que possa lhe enviar conteúdos apropriados. Com a abordagem correta, você vai gerar uma oportunidade de negócio.

Fundo do Funil

Esta é a etapa final do processo de compra, também chamada Decision (em português, decisão). Aqui, com base nas informações que o consumidor obteve na etapa anterior, ele qualifica e avalia o seu produto ou serviço e toma a decisão de comprá-lo. O fim do funil de vendas marca o fechamento do negócio.

Qual a melhor abordagem para esta etapa?

Saiba o momento certo de abordar o cliente

No fundo do funil de vendas, o consumidor já está consciente do seu problema, já foi nutrido com diversas informações relevantes sobre as possíveis soluções e está pronto para tomar a sua decisão. Uma abordagem mais assertiva e com um tom claramente comercial, ganha espaço dentro dessa etapa. Mas antes de sair divulgando “ofertas imperdíveis”, tenha certeza de que o cliente encontra-se mesmo dentro dessa etapa. Abordagens prematuras podem desestimular o fechamento do negócio.

Ofertas indiretas

Uma ferramenta bastante usada no fundo do funil de vendas são as ofertas indiretas. Um exemplo são as avaliações gratuitas ou oferecer ferramentas que auxiliem o lead a se planejar.

Use as informações do histórico de compras

As informações que foram sendo coletadas ao longo do processo são altamente valiosas para o fechamento do negócio. Conhecendo mais sobre o cliente e suas necessidades, é mais fácil oferecer exatamente o que ele está buscando.

O fechamento do negócio, no entanto, não significa o fim do processo. Após a compra, é importante avaliar a satisfação do cliente e identificar novas oportunidades de inserção. Clientes satisfeitos tendem a recomendar a empresa e essa divulgação é poderosa quando o assunto é gerar novas conversões.

Gostou do post? Compartilhe com a gente as suas experiências e outras dicas!

 

 

 

 

 

 

Fabrizio

COO em FieldLink.me

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *